terça-feira, 5 de novembro de 2019

PALÁCIO do PARLAMENTO - PALATUL PARLAMENTULUI





Assim cheguei ao último dia desta longa viagem 

pela BULGÁRIA e ROMÉNIA 

e estando em BUCARESTE 

era imperdível a visita ao PALÁCIO do PARLAMENTO

É um edifício com multiplas funções onde estão 

instaladas ambas as Câmaras do Parlamento Romeno. 

Com 350.000 metros quadrados é o maior palácio do Mundo 

(nos comentários darei mais informações)





Aqui mostro apenas as fotos que fiz 

com a máquina fotográfica no exterior, 

porque algumas que fiz no seu interior 

foram feitas com telemóvel 

(era proibido máquina fotográfica, alguém entende? 
EU não...mas...)

Se permitem fazer fotos em todo o seu interior com telemóvel, 

qual a diferença para máquina fotográfica? 

Nem eles sabem explicar a diferença... tristeza! 

Na foto seguinte já estou na enorme varanda do Palácio, 

e atrás de mim uma avenida importante...




Voltamos ao autocarro que nos deixou noutro local de Bucareste, 

depois fomos por umas ruas pedonais 

até ao restaurante onde iríamos almoçar 








aqui está a esplanada do restaurante, 

mas nós comemos lá dentro, já estavam várias 

mesas reservadas para o nosso Grupo

Nas fotos seguintes mostro o interior 

do restaurante que era maravilhoso!









Foi o último almoço na Roménia 

(imagem da água mineral de lá - Borsec)




Caru' cu Bere é um bar e restaurante na rua Stavropoleos, 

no distrito de Lipscani, em Bucareste, 

inaugurado em 1879 num edifício de estilo gótico 

e a decoração de interiores em estilo Art Nouveau.





Terminado o almoço, mais uma caminhada 

pelas ruas de Bucareste, a caminho do autocarro; 

ia registando clicks de edifícios magníficos!




Já no autocarro, 

a caminho do aeroporto...






sentada à janela do avião, via a chuva lá fora, 

na despedida da Roménia... 

e pelo ar fui registando imagens das nuvens

em breve, chegaria a Portugal




Espero que tenham gostado da descrição, em pormenor, 

de toda a minha viagem pela BULGÁRIA e ROMÉNIA 

este blog esteve durante muitos meses só dedicado a esta viagem

em breve, começarei a mostrar outra Aventura!

12 comentários:

  1. O Palácio do Parlamento (em romeno: Palatul Parlamentului),
    localizado em Bucareste, na Roménia, é um edifício com múltiplas funções onde estão instaladas ambas as câmaras do Parlamento Romeno.
    Com 350.000 m² é o maior palácio do mundo e o terceiro maior edifício,
    após o New Century Global Centre e o Pentágono.

    O palácio foi originalmente encomendado e desenhado, no final da década de 1970,
    pelo regime comunista do ditador Nicolae Ceauşescu
    para ser a sede de todo o poder político e administrativo na Roménia.

    O seu arquitecto chefe foi Anca Petreşcu.
    A construção teve inicio em 1980 e durou até 1989, quando Ceauşescu foi deposto.
    Até então, menos de 80% do edifício havia sido construído,
    mas a obra foi interrompida por ser muito onerosa para os cofres públicos romenos.

    Nicolae Ceauşescu chamou-lhe Casa da República (Casa Republicii),
    mas muitos romenos chamaram-lhe Casa do Povo (Casa Poporului).[1]

    De acordo com o Livro Guinness dos Recordes,
    o palácio é o maior edifício administrativo civil do mundo
    (O Pentágono é o maior em termos absolutos),
    o edifício administrativo mais caro e o edifício mais pesado.

    Uma parte do palácio pode ser visitada pelo público,
    com visitas guiadas em romeno, inglês e alemão.

    ResponderEliminar
  2. O palácio mede 270 metros de comprimento por 240 de largura, 86 de altura e 92 abaixo do solo.

    Possui 1.100 salas,
    duas garagens subterrâneas e 12 pisos de altura,
    com mais quatro pisos subterrâneos adicionais livres e em uso,
    além de outros quatro em diferentes estados de conclusão.

    A estrutura combina elementos e motivos com origem em múltiplas fontes,
    num estilo arquitetônico neoclássico.
    O edifício foi construído inteiramente com materiais de origem romena.
    Estimativas dos materiais utilizados incluem um milhão de metros cúbicos de mármore da Transilvânia, principalmente Ruşchiţa;
    3.500 toneladas de cristal — foram manufaturados 480 candeeiros,
    1.409 luzes de tecto e espelhos;
    700.000 toneladas de aço e bronze para portas e janelas monumentais, candeeiros e capitéis;

    900.000 m³ de madeira (mais de 95% doméstica) para parquet e apainelamentos, incluindo madeira de juglans, carvalho, cerejeira, ulmeiro e sicómoro;

    200.000 m² de tapetes de lã de várias dimensões (tiveram que ser instaladas máquinas dentro do edifício para tecer alguns dos tapetes maiores);

    cortinas de veludo e brocado adornadas com bordados e passamanarias em prata e ouro.

    Construção
    Construído no lugar duma colina variavelmente conhecida como Colina Spirii, Colina Uranus ou Colina do Arsenal, a qual foi amplamente arrasada para este mega projeto,
    estando o edifício ancorado no extremo ocidental do Boulevard Unirii e do Centrul Civic.

    A construção do palácio e do Centrul Civic obrigou à demolição de grande parte do distrito histórico de Bucareste, incluindo 19 igrejas cristãs ortodoxas,
    seis sinagogas judias, três igrejas protestantes
    (além de outras oito recolocadas noutro local) e 30.000 residências.

    A construção começou em 1983;
    a pedra angular foi instalada no dia 25 de Junho de 1984.

    Embora o edifício tenha sido idealizado para acolher todas as quatro principais instituições do Estado
    (um papel semelhante ao desempenhado pelo Palácio de Westminster para os britânicos),
    além disso Ceausescu pensou no palácio como sua residência pessoal com o governo a operar nele
    (da mesma forma que o Kremilin).

    O Palácio do Parlamento foi pensado para alojar as seguintes instituições:

    A Presidência da República (Preşedinţia Republicii) - actual Presidência (Preşedinţia);
    A Grande Assembleia Nacional (Marea Adunare Naţionalǎ) - actual Parlamento (Parlamentul);
    O Conselho de Ministros (Consiliul de Miniştri - actual Governo (Guvernul);
    O Supremo Tribunal (Tribunalul Suprem) - actual Alto Tribunal de Cassação e Justiça (Înalta Curte de Casaţie şi Justiţie).

    ResponderEliminar
  3. SOBRE O RESTAURANTE:
    Should probably be the first stop on the food and drink list of any visitor to Bucharest.

    Wonderful interiors – painted ceilings, ornate woodwork – make the place an attraction in itself,
    but do not leave without trying some food.
    The breakfast is worth getting up early for, the sarmale with mamaliga terrific, and the baked apple a simple, tasty treat. They even serve their own rather good beer.
    The service is usually good
    (now: it never used to be; back in the 1980s and 1990s it was infamously bad)
    and there is a terrace in summer.
    We should also mention the touristy but nevertheless enjoyable impromptu folklore show
    which takes place most evenings.

    ResponderEliminar
  4. Tulipa, sem sair de casa viajei contigo e vi, li coisas lindas, belas informações! Adorei e só posso agradecer!Valeu! beijos, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  5. Olá, minha amiga!

    Eu acho o Parlamento Romeno "muito pequenino"-rs rs rs rs. "SÓ" 1.100 salas e 350.000 metros quadrados? Então, o que é isso-rs rs rs?

    Fiquei deslumbrada com mais este seu post, tão bem feito e tão bem explicado. Claro, que o "devorei" -rs e não corei-rs rs rs.

    Lá o Nicolae teve gosto, teve, teve! Evidente que para acolher tanta gente, teve de mandar construir "coisa" que se visse.

    Essa de não permitirem fazer fotos do interior do edifício com máquina fotográfica, mas com telemóvel, sim, juro que não entendo, ou melhor, será que os cliques das máquinas fotográficas, aquela luz, sei lá, possam ir deteriorando o edifício com o tempo? Eles não são doidos, portanto, tem de haver uma explicação lógica e plausível.

    A menina "fartou-se" de clicar, aliás, por onde passa, clica, mas sabe escolher aquilo que vai fotografar, ah, isso sabe. E quem lhe fez as fotografias, onde está com ar tão ufano e feliz?

    Achei o restaurante um luxo e fez-me lembrar o café Majestic no Porto. Que opulência! Tanta ornamentação! Faz o meu género, sim, senhora. Pensei que se comesse lá SEMPRE e não usually muito bem, mas, por vezes, nestes restaurantes luxuosos não se come nada de especial, é como no Tavares Rico. Os chefes de cozinha, agora, Avilez e companhia, fazem, confecionam, fica melhor, uns pratos, que nada me dizem, mas c' est très chique (chic).

    Gostei imenso desta sua viagem e das fotos que dela fez e nunca mais vou dizer que a Roménia não tem nada para ver, ah, nunca mais. Sou licenciada em História, sim, minha querida amiga, dois anos em Arqueologia, mais um ano em Direito e mais umas "coisinhas", mas curiosidade semelhante à da Tulipa é "coisa", que não me assiste.

    Beijinhos e sonhe com príncipes-rs. Imagine-se a Cinderela e já está!

    ResponderEliminar
  6. Que luxo, querida amiga!
    Tudo é grande e elegante,
    Quer palácio ou restaurante
    Em arquitetura antiga

    Que divinalmente abriga
    Linhas sóbrias o bastante
    Da arquitetura reinante
    Na região onde a viga,

    Os arcos, substituia,
    E a reta era a mania
    De dar formato à beleza.

    Assim, gótico, moderno
    Ou romano ao lado externo
    Formou a linda mistura

    Do belo para o eterno.
    O meu abraço fraterno
    E gratidão terna e pura!

    Grande abraço! Laerte.



    ResponderEliminar
  7. Essa vida das ruas é algo que falta a Macau, como bem sabe.
    E o clima não pode ser desculpa para tudo.
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Gostei de acompanhar esta viagem da minha amiga e aproveito para desejar a continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  9. Muito bom conhecer através dos seus olhares e partilha! Bj

    ResponderEliminar
  10. Um post verdadeiramente deslumbrante. Obrigada pela partilha.
    Abraço

    ResponderEliminar
  11. Mais um belo conjunto de fotos.
    Numa interessante reportagem.
    Amiga Tulipa, continuação de boa semana.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  12. Um Palácio imponente mas que parece ainda mais imponente na tua foto, muito bem abrangente. E lá estás, mais uma vez a provar que não "precisas" de ir à Wikipédia para mostrar os locais do mundo por onde tens passado.

    Isso das fotos com máquina ou não é algo que me continua a complicar, tanto mais que já há telemóveis com mais qualidade de fotografias do que certas máquinas. Já passei por isso na Eurovisão em Lisboa e nalguns concertos em Portugal.

    Dizem que a Roménia ainda é um dos países mais pobres da União Europeia, mas pelas tuas fotos nem parece. Isso notava-se bem no tempo do Ceasescu, um dos maiores ditadores da segunda metade do século XX.

    Um restaurante que parece um palácio, felizmente já se começa a ver algo semelhante em Portugal, mas este era deslumbrante a julgar pelas tuas fotos.

    Desde a água mineral aos candelabros, tudo maravilhoso, e mesmo em movimento conseguiste tirar fotos direitas, o que nem sempre é fácil. Com as fotos das gotas podias ganhar um prémio, e as nuvens parecem flocos de algodão.

    ResponderEliminar