sábado, 20 de janeiro de 2018

INFINITAMENTE MELHOR






Sendo este o meu primeiro post de 2018 

aqui estou a desejar a todos vós e também a mim, 

que este ano seja infinitamente melhor... 

e, do fundo do coração vos digo, 

que nunca na Vida comecei um novo ano 

com um tão grande aperto no peito 

e uma mágoa enorme, que Deus me proteja!





Pois, se é este o destino que Deus tem traçado para mim, 

que seja, mas... será que Deus o fez com a intenção 

de me dar uma Força enorme 

ou seja desafiar-me para não estar tão "parada"? 

Se assim foi ... deu resultado...

pois, estou com a cabeça a mil, 

cheia de ideias para PROJECTOS






Mostro aqui 2 dos Projectos, 

um deles criei no facebook um álbum-projecto para 2018, 

em que irei participar com 1 foto por dia 

com o título "Cada dia, uma fotografia"

decidi que seriam fotografias de várias viagens 

e passeios por cá e pelo Mundo!

Como começar? pensei eu... 

é difícil escolher uma forma de começar, 

então escolhi o alfabeto, 

neste mês de Janeiro estou com a letra A




as fotos acima referem-se à letra A 

A - ALEMANHA 

A - AMESTERDÃO

A - ASTÚRIAS 

todas na Europa; 

de seguida, passo para A - ÁFRICA










as 4 FOTOS acima são de um lugar lindíssimo:

AIT BEN HADDOU

o mais belo Ksar do Sul de Marrocos 

Ksar é um conjunto de construções em barro, madeira e palha 

cercada por uma muralha. 

O lugar é um perfeito exemplo de arquitetura da região 

que antecede o Saara marroquino 

Ait-Ben-Haddou é, muitas vezes, escolhido para filmagens 

(como se pode ver numa das minhas fotos, 
foi rodado o filme "Prince of Persia" lá...)

e foi classificado 

"Património Mundial da UNESCO" em 1987


A foto seguinte foi em AGRA, na Índia




outro A - ÁLCACER DO SAL 

foto que fará parte do projecto no mês de Janeiro!




...para FEVEREIRO 

irá acontecer este EVENTO: 

Exposição Fotográfica 

e apresentação de um Livro colectivo 

dos quais, orgulhosamente faço parte!



quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

RETROSPECTIVA



Estamos a poucos dias do ano de 2017 terminar. 

Chega a hora de fazer uma retrospectiva 

de como foram os últimos seis meses. 

Em AGOSTO e SETEMBRO eu dediquei-me à Família, 

foram férias com os netos, 

foi receber o meu Afilhado e andar com ele, 

fazendo o papel de cicerone por vários locais 

que há muito desejava mostrar-lhe. 

Um dia, há já alguns anos, sem querer, 

passeando sozinha (como sempre) 

fui dar ao Chalet da Condessa D'Edla e adorei. 

Logo pensei em o mostrar a pessoas que gostem 

deste género de lugares 

e poder apreciar bocados da nossa História.




Como o prometido é devido, 

quando o meu Afilhado decidiu vir até Lisboa, 

lá fomos visitar alguns lugares, como o Convento de Mafra, 

o Chalet da Condessa D'Edla, O Cabo da Roca

 e ainda o Parque dos Poetas em Oeiras. 

Na segunda metade do século XIX, D. Fernando II 

e a sua futura segunda mulher, Elise Hensler, Condessa d'Edla, 

criaram no Parque da Pena, um Chalet e um Jardim 

de carácter privado e sensibilidade romântica, 

espaço de refúgio do casal.

Localizado de forma estratégica a poente do Palácio da Pena. 

Nas fotos seguintes, dois espaços interiores.






ir a Sintra e não ver a sua típica neblina seria uma pena, 

por isso, tivemos a sorte do dia nos brindar 

com uma ténue neblina quando saímos de Sintra, 

a caminho do Cabo da Roca.

Nas fotos seguintes, mostro a visita que fiz com os meus netos, 

a um Borboletário, no início de Setembro, 

foi uma aula de ciências que tiveram 

com o guia que acompanhou a visita




Sinceramente, não sei se fui eu ou os netos, 

quem gostou mais da visita

eu sei que adorei, essa borboleta azul deixou-me fascinada 

e, para os netos é sempre bom aprender mais! 





Aconselho a visita a este Borboletário, em Cascais. 

Tinha estado em Agosto com o meu Afilhado no Cabo da Roca, 

mas no dia que fui com os meus netos ao Borboletário, 

voltei ao Cabo da Roca, para os meus netos 

conhecerem o lugar e também 

falar com eles um pouco de Geografia 

(para eles era tudo novidade)





Setembro continuou e chegaram as Festas da Moita. 

Confesso que não tenho pachorra para este tipo 

de festas populares, mas na famosa "Tarde do Fogareiro" 

lá saí de casa e fui ver a animação, 

foram as únicas fotos que fiz da festa




aqui estão os filhos dos que agora curtem esta famosa "Tarde" 

que serão os futuros homens de amanhã 

e depois irão passar esta tradição também aos seus filhos

A pedido do meu neto lá fui com os amigos dele,

andar nos carrinhos de choque, foi a loucura!





e, em Setembro 

ofereceram-me flores AMARELAS



sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

UM DIA MUITO DIFERENTE






No dia seguinte, passamos todo o dia pela aldeia... 

nem tenho palavras para descrever... a beleza do lugar 

o colorido da fruta

o silêncio que havia 

Não se via ninguém!




Olhava para tudo... reparando nos pormenores 

e achei o máximo esta escada encostada à árvore 

imensas árvores de fruto, laranjeiras...




a roupa estendida no arame

as couves na horta

uma imensidão de campos, ao longe



eram estes os caminhos por onde andamos, 

caminhos de cabras 

onde passa o gado para ir para o pasto

os carros ficam num largo que existe 

e vamos com as malas na mão, até às casas







nem tenho palavras... 

fiquei deslumbrada, com o que via à minha volta




um tanque de água 

e, os castanheiros deixam cair os ouriços





para fazer esta foto, ainda me piquei...

e, ao fundo a Igreja que era o meu relógio, 

durante o dia e a noite, 

no silêncio ouvia as badaladas das horas e meias horas




pelo caminho a minha amiga encontrou uma familar dela, 

uma senhora dos seus 90 anos,

 que ainda vai à procura de ramos para acender a lareira... 

puseram-se à conversa 

e eu, fui fotografando todos os recantos daquele lugar



quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

PENEDO DE S. JOÃO





Continuando o passeio, o ponto alto do dia foi 

visitar o "Penedo de S. João" 

e as vistas impressionantes 

que consegui captar lá do alto, no Miradouro!





... é o ponto mais alto da freguesia de Freigil, 

de onde se pode avistar "Caldas de Arêgos", 

o rio Douro, Miomães e Baião. 

Ao chegar ao alto da serra encontrei um parque de merendas!





as paisagens que vemos lá do alto 

são de cortar a respiração

nesta época do ano, as belas tonalidades do Outono!






antes de descer... uma foto para a posteridade

eu, junto ao "Penedo de S. João"




Já em baixo... chego a Resende 

e, passeando a pé pelas suas ruas 

descubro estas placas com o nome das Travessas, 

das Ruas, pintadas à mão...





Procuro... onde poderei "provar" 

as deliciosas "Cavacas" de Resende






aqui estão elas, uma para mim 

e a outra para a minha amiga 

nham... nham... que maravilha!!!