sexta-feira, 20 de abril de 2018

KAMPONG GLAM





Outro dia e, mais um passeio no bus turístico...

tinha que vir de Metro da zona onde estava alojada 

e, sair próximo de SUNTEC CITY 

para apanhar a Linha vermelha ou a Linha amarela. 

Se não fosse o bus passar aqui nesta rotunda 

onde estava a Fonte, nunca a teria descoberto; 

mas a rota era mesmo essa...

e, as fotos que fiz foi sempre com o bus em andamento; 

bem que gostaria de ter visto esta fonte à noite 

com as luzes e, noutras ocasiões, 

passeando mesmo a pé junto da fonte, 

só que...não deu.




quando o bus chegava a este cruzamento, 

eu já tinha lá passado no dia anterior e já sabia 

que ia virar e entrar no Bairro "Little Índia"

estes coloridos elefantes davam-nos as boas vindas!







depois, era só ir de máquina preparada 

para captar tudo o que faz parte deste bairro típico

Reparei na placa que diz: Zona de controle de bebidas com álcool

O que mais gostei mesmo, foi do colorido das casas... 

que maravilha!




num outro cruzamento 

vi estes quatro motoristas de tuk-tuk, 

ainda não tinha visto nenhum até ao momento...




ao chegar ao Bairro Árabe com muitas influências turcas 

desci... e fui explorar a zona, a pé





Cá estou eu em Kampong Glam 

vários restaurantes turcos dão-nos as boas vindas 

e convidam a experimentar 

as suas especialidades gastronómicas




é de ficar boquiaberto 

ao ver o colorido e o trabalhado das construções

na rua pedonal 

os candeeiros de estilo árabe enfeitam a calçada





Fiquei encantada 

com estas placas que identificavam as zonas




continuando o passeio, 

muito em breve chegarei à Mesquita Masjid Sultan; 

entretanto vou apreciando esta beleza 

e captando tudo em redor...


segunda-feira, 9 de abril de 2018

MASJID JAMAE (Chulia)



Ainda em Chinatown, após ter assistido à cerimónia 

no Templo Hindu, sigo na mesma estrada 

à procura da estação de Metro 

e deparo-me com esta Mesquita, 

fiquei surpreendida, pois a Mesquita é pequena, 

quase que passava despercebida. 

Entro e do lado direito da foto abaixo 

encontro um senhor,  e pergunto: 

Posso visitar e fazer fotos? 

Ele disse que sim, não havia ninguém naquele momento, 

começaram depois a chegar, 

após terminarem os seus trabalhos, eram 19h





...um silêncio mesmo convidativo à oração!




Normal numa Mesquita, 

ali estava o espaço dedicado à leitura do Alcorão!






continuei caminhando no silêncio 

e descobrindo novos recantos... 

apreciei o candeeiro principal - uma obra de arte, 

depois as várias janelas que davam para um pátio, 

a aragem entrava por elas, 

mas também havia ventoinhas de tecto!




até que... 

chego ao pátio e capto o lugar onde se lavam, 

libertam-se das impurezas 

(achei engraçado o gel de banho, tudo o que é necessário) 

e depois passam para a Mesquita. 

Já dentro da Mesquita vi este recanto com umas túnicas!




Fiquei deslumbrada com este relógio antiquíssimo 

que ainda funciona 

e com as horas de várias cidades do Mundo!

Volto a espreitar a sala de oração 

e já vejo uma mochila e uma pessoa nas suas preces!




Já a caminho da saída reparo nesta placa 

indicando a Área de orações das Senhoras

(desconhecia que oravam separados)






Outra placa especificando que é um "Monumento Nacional" 

foi fundado em 1826, no início do século 19

Lá fora outra placa com o nome da Mesquita!




Mais um momento relaxante e de oração que vivenciei, 

tão diferente do outro, onde tinha estado minutos antes, 

com muitos cânticos e instrumentos de música 

...o sino sempre a tocar 

e, aqui imperava o SILÊNCIO.

quarta-feira, 21 de março de 2018

Fotografando Bairros





E, a minha primeira abordagem à cidade continuava! 

Perplexa apreciava a arquitectura 

que mudava de bairro para bairro!



Raffles Hospital um edifício com 13 pisos 

faz parte do Raffles Medical Group 




Admirava tudo que era novidade para mim.

As passagens superiores para peões decoradas com muitas flores. 

Tudo com muito bom gosto! 




ao sabor do acaso, o Bus levava-me 

e eu, olhava em volta e admirava tudo em redor

estava numa Singapura de outros tempos, 

bem diferente da cosmopolita e moderna cidade 

que tinha visto cinco minutos antes

aqui sentia-se uma tradição local, 

mantida separada no universo colonial 

e muito anterior àquela Singapura que é a única 

que muitos conhecem, de prédios altos, 

de organizada selva humana...








tudo muda outra vez 

e estamos a passar junto ao Bairro Árabe...




quarta-feira, 14 de março de 2018

HARBOURFRONT WALK





Mais uma ida ao Oriente, com este colorido 

e as oferendas tão típicas daquele povo! 

Esta árvore estava num pátio numa zona do Hotel 

por onde saíamos da sala do pequeno-almoço, 

para atravessar a rua e ir ao Shopping VIVO City 

para apanhar o "Metro" para o centro da cidade



No 1º dia, por norma, faço um passeio para reconhecimento 

do lugar... fui fotografar a piscina do Hotel


Singapura é uma cidade muito cara daí que todo o espaço é pago 

a peso de ouro... quando entrei no quarto de Hotel e deparo-me 

com o lavatório da casa de banho logo à entrada, toalhas por baixo...

por cima a cafeteira e as chávenas, por baixo o cofre e o bar





Tudo o que está no Bar é grátis e reposto diariamente! 

2 garrafas de água, 2 cervejas, 2 refrigerantes 

e um pacote de batatas fritas... nem toquei nas cervejas, 

a pepsi bebi com as batatas pois nesse primeiro dia 

vinha tão exausta de 17 horas de vôo 

que nem saí do quarto e, comi umas bolachas integrais 

que levo sempre nas viagens...

só queria mesmo era estender-me e dormir 

O quarto apertadíssimo como se vê na imagem, 

à janela nem chegava pois tinha a cabeceira da cama lá encostada 

Mas foi bom, pois assim eu sentia-me no meu "mundinho"! 

Nada de grandes choques, entrar logo na confusão... 

A sério, gostei muito do meu cantinho!




No dia seguinte, 27 de fevereiro fui então começar a apalpar terreno

sigo as indicações e já sabia pelas pesquisas que fiz 

que, a estação do "metro" seria "HarbourFront" 

ali a 10 minutos de caminho

dentro do VivoCity o shopping da área 

onde também podia apanhar o Monorail para a Ilha de Sentosa



a intenção era apanhar o "metro" até ao SUNTEC

o shopping onde podia comprar o ticket para o "Hop on Hop off"

assim fiz e comprei o de 48 horas, por 49 dólares de Singapura




Lá também têm o HIPPO

Na foto seguinte lá estou eu, feliz 

a caminho do primeiro passeio por Singapura!