terça-feira, 17 de março de 2015

O MEU PASSEIO POR LOULÉ




Continuando o "Ano Sabático" e, 

passado o período em que hibernei...

neste final de Inverno, pus-me a caminho de Loulé.

Tudo desconhecido, foi chegar, arrumar o carro 

e ir à descoberta, como sempre faço: 

reconhecimento do lugar! 

Igreja da Ordem Terceira de São Francisco em Loulé

Largo de São Francisco

Exteriormente não denota grande valor arquitectónico

 mas no seu interior realça-se 

o  retábulo de talha dourada do altar-mor (século XVIII) 

e o sacrário composto por um pelicano, 

de grande efeito decorativo.

Igreja 

Castelo de Loulé

Como acontece em diversas povoações algarvias, 

também Loulé acusa a presença de vários povos: 

fenícios, cartagineses, romanos e mouros, 

que tomam a cidade em 715.

Continuando o passeio pela avenida principal, 

encontro o Poeta


Estátua de António Aleixo em Loulé-Praça de República

Estátua em tamanho real do poeta António Aleixo sentado numa cadeira. 

Tem uma mesa a seu lado com versos inscritos no tampo.

...

Várias sinaléticas a indicar lugares de interesse, para visitar.



Gostei do que vi, a minha primeira impressão foi óptima!

Bancos de cimento, espalhados pela avenida, convidam ao repouso. 

Captei alguns traços da arquitectura.



Seguindo pela avenida, encontro um grande monumento, 

da autoria de Luís Bekker, 

situado no meio da principal rotunda, no centro da cidade de Loulé. 

É uma espécie de um aro com 2 bailarinos no cimo, 

encontrando-se de lado, um acordeonista sentado a tocar.




E, o "ex-líbris" de Loulé, a verdadeira razão desta minha visita, 
aparece aos meus olhos 
e deixa-me completamente deslumbrada: O Mercado Municipal de Loulé
que venceu o Prémio Turismo de Portugal na categoria de “Cidades” 

Já tinha anoitecido, as luzes deixam-no ainda mais belo!


11 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigado Daniel (Lobinho)

      acontece, que...muitas vezes sou acusada (criticada)

      que, nos blogues, faço posts ou artigos das viagens ao estrangeiro

      agora que falo sobre Portugal,

      NINGUÉM TEM INTERESSE EM LER

      apenas 1 comentário...

      Eliminar
  2. Lindo passeio por uma terra que sorri sempre que lá vou, será pelo clima?!
    Não pares, segue, e vai contando coisas. Aqui e lá.
    Besos

    ResponderEliminar
  3. Nunca estive em Loulé e no entanto já passei uns dias de férias por várias vezes aí perto (Tavira em especial). Devo ser o português que menos vezes fui ao Algarve, e nem que me pagassem para ir para Albufeira, Lagos, Portimão e afins , não iria. Faro muito menos, acho Faro a cidade mais feia e mais triste do país. Gosto de Tavira, parte de Olhão e essa zona. Agora só pelas tuas fotos passei a gostar de Loulé, onde talvez vá um dia...

    ResponderEliminar
  4. .

    .

    . querida Ester,,, .

    .

    . as Suas postagens . sejam relativas a portugal ou ao estrangeiro . têm sempre algo em comum . a dissertação coerente e amplamente alargada da maioria do que assistiu nas Suas deambulações e denota.se em Si um interesse maior em mostrar e em demonstrar . a quem a visita e a quem a lê . sob a forma de uma partilha gratuita e não/nunca egoísta . os passeios que deu .

    .

    . assim sendo . "o resto é conversa..." . as Suas fotografias são sempre belíssimas . os Seus textos são sempre límpidos e sem margem para confusões . os Seus gestos são sempre coerentes . a Sua dádiva é sempre maior .

    .

    . não conheço loulé . do algarve . conheço vilamoura . quarteira . e pouco mais . no entanto . em cada lugar que a minha amiga visita . há sempre algo de interessante ou de muito belo que tão bem sabe redescobrir e salientar . aliás . o que mais me entusiasma em Si é o facto de conseguir redescobrir cantos . recantos e pormenores . que passam despercebidos à maioria do denominado "senso comum" . e são nestes detalhes que tão bem sabe marcar a diferença e saúdo.a por isso . e por muito mais . como bem sabe . como bem merece .

    .

    . um bom.domingo . é o que Lhe deseja este Seu amigo . também ele viajante .

    .

    . um grande beijinho .

    .

    .

    ResponderEliminar
  5. Pelo que observo, foi um bom passeio e com céu azul! Portugal tem recantos lindos sem dúvidas, é só preciso ir á descoberta...
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. FIQUEI COM A IDEIA DE NÃO CONHECER LOULÉ...
    BELA REPORTAGEM
    ABRAÇO

    ResponderEliminar
  7. Boa noite Tulipa, uma excelente colheita fotografica do que mais belo Loulé nos pode oferecer. Já lá estive, mas já se passaram muitos anos.
    Obrigada por partilhar.
    Beujinhos, Ailime

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  9. Não conheço Loulé, fiquei com vontade de ir visitar.
    Belissima reportagem e fotos.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  10. Mais uma viagem, mais uma aventura, mais um lugar que se passei, foi mesmo só de passagem...conheço muito mal o Algarve.
    Muito bonito o retábulo, sem dúvida e que simbologia terá o pelicano ? fiquei curiosa.. assim que possa vou googlear :)
    Antonio Aleixo. adoro!! o poeta popular que ( salvo erro) mal sabia ler e escrever, só mais tarde um Sr. o ajudou porque se interessou pelas suas quadras, isto é o que me parece, não pesquisei nada mas já li muito sobre ele. Aqui fica a prova provada que para ser poeta basta sensibilidade.
    Belíssimo post. Gostei de tudo mas a imagem que mais me prendeu o olhar, foi a tua foto do Mercado Municipal, enquadrada na escultura contemporânea que por si só é lindíssima.
    Beijinho e continua as tuas aventuras, as tuas viagens. não pares e nunca desistas de realizar sonhos. Felicidades.

    ResponderEliminar